terça-feira, 5 de janeiro de 2010

PARA COMEÇAR BEM 2010

.
.
Planejei começar este ano escrevendo um texto sobre uma superstição de virada do ano, no entanto, ainda não tenho controle sobre as palavras e elas se moldam conforme sua vontade. Já que o texto sobre a superstição – o que fizermos durante a passagem de um ano para o outro será o que faremos pelo resto do ano que está começando – não quis ser escrito, escreverei sobre o inexplicável funcionamento das máquinas.

Certa vez li um texto sobre a conspiração das impressoras. Não me lembro de quem era o texto e nem o que dizia exatamente, lembro-me somente que falava sobre o curioso fato de que as impressoras sempre param de funcionar quando mais precisamos delas. Tive que concordar com o autor do texto, pois já havia passado pela experiência. Esse pode ser considerado um exemplo do inexplicável funcionamento das máquinas.

Outro inexplicável funcionamento das máquinas, que posso até considerar como uma coisa um tanto maluca, é quando os aparelhos param de funcionar e baseados em nossos restritos conhecimentos sobre tecnologias, – às vezes, restrito a antiga técnica de dar algumas batidinhas – tentamos arrumá-los, porém não temos sucesso. Então a única solução que encontramos é chamar um técnico para ver se ainda há conserto ou, inevitavelmente, teremos que comprar um novo.

A coisa maluca da qual lhes falava se refere ao fato de que quando o técnico chega para averiguar o problema, inexplicavelmente o aparelho volta a funcionar. Assim do nada. E ficamos com caras de tacho, pedindo mil desculpas e tentando explicar que ele não estava funcionando, que você não sabe o que pode ter acontecido... Alguns parecem entender a situação, mas outros se mostram bastante irritados pelo tempo que desperdiçaram.

Toda esta quase breve introdução é apenas para lhes contar sobre a situação um tanto constrangedora que vive hoje.

Quase duas semanas sem celular, resolvi comprar um novo, já que não compensava realizar o conserto do antigo. Depois de duas visitas na loja e mais de dez minutos para escolher o novo aparelho, enfim, me decidi.

Enquanto a moça colocava o celular na caixa, quis mostrar-lhe o que havia acontecido com o meu, ainda nem sei por qual motivo tomei a decisão de lhe mostrar, apenas senti essa necessidade – talvez seja uma dessas coisas que chamam de intuição ou coisas do gênero – e eis que tenho uma surpresa:

Inacreditavelmente o meu aparelho estava funcionando. Inacreditavelmente...

E agora, o que fazer? Gostava tanto do meu celular, só o estava trocando pois havia parado de funcionar, portanto, se ele estava funcionando, não havia motivos para gastar uma quantia considerável de reais com um novo.

Não, não compraria um novo. Com o melhor sorriso que pude esboçar, pedi mil desculpas para a moça da loja e para servir de consolo, disse-lhe que se o aparelho desse problema novamente, voltaria.

Só espero que ele funcione por bastante tempo, pelo menos, tempo suficiente para a moça esquecer-se do meu rosto e do tempo que lhe tomei...

.
Dany Ziroldo

8 comentários:

  1. Feliz 2010,
    pra frente sempre
    entre sonhos e delírios

    ...Entre

    ...Entre o
    tudo e nada há uma
    lacuna,
    porém
    nós somos o meio
    e podemos transformar
    toda e qualquer
    realidade ;
    basta querer... Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
  2. Que bom que não precisaste de outro.Na certa nem ele quis se separar da dona,rsrssr beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Dany, não poderia deixar de elogiar seus textos, não somente este, que também ficou ótimo, é realmente o ponto fundamental da crônica. Ah fico feliz por seu celular estar melhor, vivo, tim tim, feliz 2010!

    ResponderExcluir
  4. Reflexo, concordo, quando queremos, somos capazes, nem que se for capazes de lutar, ao menos... Feliz 2010!

    É Chica, acho que o meu celular não queria ir parar na caixinha de coisas inúteis rsrs

    Rodolfo, obrigada por comentar... Também estou feliz por meu celular estar vivo... "tim tim... Feliz 2010!"

    ResponderExcluir
  5. E Dany eu tava com saudades daqui..!!!
    Essas coisas são bem estranhas mesmo, e eu também me lembro desse texto que a autora fala sobre a impressora que deu pau,rsrsrs.
    Grande Abraço e um ótimo ano.

    ResponderExcluir
  6. feliz ano novo!

    que você tenha mnuito sucesso esse ano.

    abraço

    ResponderExcluir
  7. uihuIHUihuIHihuIHUiuhi Fala sério hein Dany .. mas como pode ser isso né ... mas olha, tenho que confessar que sempre quero dar uma de entendida em aparelhos em geral, lembra do meu pc? huaihuaiha bjão

    ResponderExcluir
  8. Fulvio, fiquei bastante tempo distante daqui, espero escrever com mais frequência esse ano... Obrigada por comentar...

    Daniel, obrigada...

    Sabe Andréia, tem dias que quero saber tudo de pc, tem dias que quero saber tudo de celular, saber tudo de tudo, mas no fim, fico sem saber nada de nada e passando por situações como essa rsrs Obrigada por dar uma passadinha e comentar... Bjs

    Dany Ziroldo

    ResponderExcluir

Saber que você passou por aqui é muito importante para mim... Portanto, não deixe de comentar...

Agradeço-lhe a visita!

Abraços,

Dany Ziroldo